Marketing e objetificação da mulher

mulher não é objeto
imagem da internet.

Por Thais Oliveira

Você sabia que as pessoas com quem você conversa formam uma opinião sobre você em 1 segundo? Sim, em 1 segundo! É uma pena que muitas não conseguem enviar  uma boa impressão de si mesmo para as pessoas ao seu redor. Principalmente porque no fundo nosso estilo pessoal é uma maneira de expressar quem nós realmente somos! Uma sugestão, é que você seja uma pessoa mais atenta a sua forma de se vestir.

É muito comum vermos na Publicidade do Instagram,  não diria nem que seja um comportamento erótico, mas pessoas com um jeito venal de se comportar. Para melhor explicar para você, Eros e Vênus são uns dos personagens da Mitologia grega, Eros também era conhecido como Cupido que buscava a realização da plenitude do amor correspondido e consciente, já Vênus ou Afrodite, considerada a deusa protetora das prostitutas, tem como significado  se promover ou se vender. Seria isso Marketing? Talvez uma objetificação no Marketing. A Publicidade contribui de forma consciente e inconsciente para  uma mudança na forma de se perceber as pessoas. Esse fenômeno merece nossa atenção de forma muito particular, pois muitas pessoas jugam sua aparência física como uma prática comum de se fazer o Marketing. Com isso, surge um conjunto de efeitos de todos os tipos que devem ser considerados, sobretudo  quando as outras pessoas percebem a sua marca e também sobre sua própria maneira de perceber seu estilo.

Em outras palavras, em muitas culturas as pessoas tentam atrair a atenção pública ao corpo feminino e suas partes sexuais. É muito frustrante enxergar a mulher como objeto sexual, ou uma isca para atrair atenção das pessoas, o que penetrou, claramente, em nosso meio cultural, e, que provavelmente tem afetado em graus variados a maioria das mulheres e jovens meninas, independentemente de classe social. Em nossa sociedade não é de se espantar que o corpo de uma mulher seja examinado, comentado e sexualizado.

Psicologicamente, o efeito potencialmente mais perigoso disso tudo é classificar a mulher como objeto, incentivando meninas e mulheres a se enxergarem apenas como uma parte ou um pedaço de carne de seu próprio corpo. É muito comum que através da mídia e também das  interações com as outras pessoas, as mulheres e jovens meninas aprendam que sua aparência física e beleza são mais importantes que seus outros atributos, não é algo negativo o fato de se achar bonita e atraente, mas, geralmente, isso é colocado em primeiro lugar. Refletindo sobre valor, as pessoas tendem a valorizar mais a aparência física do que os atributos emocionais, psicológicos e espirituais.

Nunca houve em toda a história da humanidade mulheres se avaliando mais com base em sua atratividade sexual do que em realizações pessoais. E, assim, a sociedade impõe que você  anuncie o prazer, sendo sexy para ser o ideal de beleza feminina.

Isso não se restringe apenas ao universo feminino, mas também ao masculino, quando de forma desumana se enxerga o homem atraente como aquele que é malhado, com força muscular, demonstrando virilidade e beleza física.

Muito mais do que aparência, fortes habilidades de comunicação com inteligência, conhecimento ou experiência são importantes para promover nossas realizações pessoais. Ser capaz de se comunicar de maneira eficaz, com a intenção de se ter clareza e opiniões válidas e reais de várias maneiras e públicos dos mais variados possíveis, é o que torna você uma pessoa única. Importante também lembrar que a comunicação é algo que fazemos sempre que entramos em contato com outra pessoa.

Uma coisa que aprendi é que, na falta de uma marca, você é uma mercadoria. Você precisa ser uma pessoa conhecida por suas qualidades únicas, pelos seus pontos fortes e talentos. Isso envolve todos os aspectos da sua imagem, seja a qualidade do trabalho, seu comportamento, boas maneiras e estilo. Uma mulher não precisa ser linda, mas precisa ser montada com todas as partes internas e externas, além de ser bem arrumada.

A forma com que nos arrumamos contribui ou desmerece a promoção da imagem da marca. As roupas que nos categorizam como objetos sexuais têm como consequência o olhar  de inspeção do corpo feminino com comentários e piadas sexuais, o que  implica também em assédio e violência sexual. As experiências típicas que ocorrem em mídia social quando muitas mulheres se enxergam apenas como parte e não como o todo,  incluem pornografia ou imagens sexuais transmitidas em anúncios na internet.

Saber se vestir, sem mostrar excessivamente as partes de seu corpo, é uma maneira mais decente de ganhar o respeito das pessoas. Além de que, é importante está dentro dos limites do seu estilo pessoal para manter consistência, sem querer ser uma personalidade que não é.

Como mulher, vejo como precisamos trabalhar mais e com mais inteligência do que todos os outros, pois assim não há muitos obstáculos pela frente, e a melhor forma de avançar é produzir um trabalho extraordinário. Fico preocupada com minha observação de que tem faltado apoio no sentido de orientação entre muitas mulheres. Precisamos nos apoiar para alcançar bons resultados, aprendendo a pedir ajuda e ajudar umas às outras.

Marketing and objectification of women

By Thais Rocholi

Did you know that the people you talk to form an opinion about you in 1 second? Yes, in 1 second! Too bad that many disch’s manage to send a good impression of it to the people around them. Mainly because our personal style is a way of expressing who we really are! A suggestion, that you be a person more attentive to your way of dressing.

It is very common to see advertising on Instagram, do not drive even if it is an erotic behavior, but people with a local behavior. To better explain to you, Eros and Venus are some of the characters in Greek Mythology, Eros was also known as Cupid who sought to fulfill a full and conscious love, already Venus or Aphrodite, considered a protective goddess with prostitutes, a prostitute promoting himself or selling himself . Was that marketing? Perhaps an objectification in Marketing. Advertising contributes consciously and unconsciously to a change in the way people perceive themselves. Eating phenomenon deserves our attention in a very particular way, as many people judge their physical appearance as a common practice of doing Marketing. With this, a set of effects of all kinds arises that must be considered, especially when other people perceive your brand and also on your own way of perceiving your style.

In other words, in many cultures people try to attract public attention to the female body and its sexual parts. It is very frustrating to see women as sexual objects, or as bait to attract people’s attention, which has clearly penetrated our cultural environment, and which has probably affected most women and young girls to varying degrees, regardless of class. Social. In our society it is not surprising that a woman’s body is examined, commented on and sexualized.

Psychologically, the potentially most dangerous effect of all this is to classify women as objects, encouraging girls and women to see themselves only as a part or a piece of flesh in their own bodies. It is very common that through the media and also through interactions with other people, women and young girls learn that their physical appearance and beauty are more important than their other attributes, it is not a negative thing to find yourself beautiful and attractive, but this is usually placed first. Reflecting on value, people tend to value physical appearance more than emotional, psychological and spiritual attributes.

Never in the history of mankind have women rated themselves more on the basis of their sexual attractiveness than personal achievements. And so, society requires you to advertise pleasure, being sexy to be the ideal of female beauty.

This is not restricted only to the female universe, but also to the male universe, when inhumanly the attractive man is seen as the one who is spotted, with muscular strength, showing virility and physical beauty.

Much more than appearance, strong communication skills with intelligence, knowledge or experience are important to promote our personal achievements. Being able to communicate effectively, with the intention of having clarity and valid and real opinions in various ways and audiences of the most varied possible, is what makes you a unique person. It is also important to remember that communication is something we do whenever we come in contact with another person.

One thing I learned is that, in the absence of a brand, you are a commodity. You need to be a person known for his unique qualities, for his strengths and talents. This involves all aspects of your image, be it the quality of work, your behavior, good manners and style. A woman does not need to be beautiful, but she needs to be assembled with all the internal and external parts, besides being well groomed.

The way we dress up contributes or undermines the promotion of the brand image. The clothes that categorize us as sexual objects result in the inspection of the female body with sexual comments and jokes, which also implies sexual harassment and violence. Typical experiences that occur on social media when many women see themselves only as part and not as a whole, include pornography or sexual images broadcast in advertisements on the internet.

Knowing how to dress, without showing your body parts excessively, is a more decent way to earn people’s respect. In addition to that, it is important to stay within the limits of your personal style to maintain consistency, without wanting to be a personality that you are not.

As a woman, I see how we need to work harder and more intelligently than everyone else, because that way there are not many obstacles ahead, and the best way to move forward is to produce extraordinary work. I am concerned by my observation that support for guidance has been lacking among many women. We need to support each other to achieve good results, learning to ask for help and help each other.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s