Orquídeas pela frente

orquidea
@thaisrocholi

Por Thais Oliveira

De uns meses para cá, tenho conhecido pessoas apaixonadas por flores e como sabem que também amo vida saudável, imersa em qualidade de vida, longe dos grandes centros urbanos, mas escondida no refúgio de uma zona natural de vez em quando, me pediram para que eu escrevesse sobre orquídeas. Vivo numa região de restinga da Mata Atlântica próxima ao mar, temos muitos cactos, bromélias e orquídeas e não há desculpas para caminhar com  quem entende do assunto e quando o tempo está bom, evitando-se aglomerações, as possibilidades se multiplicam.

As orquídeas engrandeceram a vida tal qual uma arte. Diferente das outras plantas, cada detalhe de sua vida, desde quando começa a germinar, passando pelo ciclo da frutificação foi cuidadosamente calculado, com tanta perfeição aproveitou-se das melhores condições da vida em comunidade, buscando os benefícios proporcionados pelos seus vizinhos, as vezes de forma sorrateira, ela se vincula totalmente à comunidade, sendo quase uma atitude de parasitismo para com o meio. É por esse motivo que as orquídeas são plantas de profunda sensibilidade a qualquer coisa que cause alteração ao equilíbrio em que vivem.

Existem vários tipos de ocasiões que se associam ao conceito de orquídea de tal forma que passa a influenciar no tratamento todo especial dedicado à estas plantas. O resultado disso é que poucas flores conseguiram, aos nossos olhos, adquirir tanta beleza e complexidade como as orquídeas, e esta característica não está restrita à somente algumas, mas se multiplicam em milhares de espécies desta planta. Para quem não sabe, as orquídeas são a maior família de plantas.

Estima-se, timidamente, que o número de espécies de orquídeas chegam à 35.000 espécies de diferentes formas e tamanhos, desde as que são do tamanho de um alfinete até aquelas que chegam a 4 metros de altura.

Atraentes e exóticas, as orquídeas são todas as plantas da família Orchidaceae, pertencente à ordem Asparagales, são plantas epífitas que vivem nas árvores das matas, necessitando da umidade para sobreviver, assim, elas se nutrem de  materiais orgânicos depositados no tronco.

Se você gostar de plantas, amar o cultivo da terra e desejar cuidar de orquídeas, você será um Orquidófilo e tal qual uma vocação que você descobre, poderá produzir comercialmente as orquídeas. Mas para isso, é imprescindível cuidar dessas fotogênicas plantas observando as estações do ano, buscando sempre utilizar um substrato,  para que elas prosperem na qualidade da capacidade de aeração e retenção de água e nutrientes, tenha um pH adequado, além de uma base consistente para o suporte, proporcionando melhores condições para o crescimento e florescimento das plantas.

Na adubação orgânica quase sempre é utilizado o Bokashi, um farelo que é colocado na borda do vaso para que durante os cuidados botânicos de se regar a orquídea, certamente atue em seu papel de liberar nutrientes para a planta. A aplicação que se recomenda é de uma colher de chá uma vez ao mês.

Também é possível produzir esta adubação em casa. Basta usar na floração  a canela em pó. Este alimento de perfume e sabor sem igual, tem propriedades antissépticas e impede eventuais infecções. Além  destes produtos, também se utiliza torta de mamona, farinha de osso e farinha de peixe. A aplicação desses nutrientes  também é de uma colher de chá uma vez ao mês.

Jamais exponha suas orquídeas diretamente ao sol, pois o sol diretamente pode  conspirar contra elas, deixe-as sempre à meia sombra, na umidade, pois as orquídeas, assim como outras flores, são capazes de absorver nutrientes tanto pelas raízes quanto pelas folhas!

Orchids from the front

By Thais Oliveira

For a few months now, I have known people in love with flowers and as you know that I also love healthy life, immersed in quality of life, away from the big urban centers, but hidden in the refuge of a natural area from time to time, they asked me to I write about orchids. I live in a restinga region of the Atlantic Forest close to the sea, we have many cacti, bromeliads and orchids and there is no excuse to walk with those who understand the subject and when the weather is good, avoiding crowds, the possibilities are multiplied.

Unlike other plants, every detail of your life, from when it begins to germinate, through the fruiting cycle, was carefully calculated, so perfectly it took advantage of the best conditions of community life, seeking the benefits provided by its neighbors, sometimes in a sneaky way, it is totally linked to the community, being almost an attitude of parasitism towards the environment. It is for this reason that orchids are plants with a deep sensitivity to anything that changes the balance in which they live.

There are several types of occasions that are associated with the concept of orchid in such a way that it starts to influence the special treatment dedicated to these plants. The result of this is that few flowers have managed, in our eyes, to acquire as much beauty and complexity as orchids, and this characteristic is not restricted to just a few, but multiply in thousands of species of this plant. For those who don’t know, orchids are the largest family of plants.

It is timidly estimated that the number of species of orchids reaches 35,000 species of different shapes and sizes, from those that are the size of a pin to those that reach 4 meters in height.

Attractive and exotic, orchids are all plants of the Orchidaceae family, belonging to the order Asparagales, they are epiphytic plants that live in the trees of the forests, needing moisture to survive, thus, they feed on organic materials deposited on the trunk.

If you like plants, love the cultivation of the land and want to care for orchids, you will be an Orchidist and just like a vocation you discover, you will be able to produce orchids commercially. But for this, it is essential to take care of these photogenic plants observing the seasons, always trying to use a substrate, so that they thrive in the quality of the aeration capacity and retention of water and nutrients, have an adequate pH, in addition to a consistent base for the support, providing better conditions for the growth and flowering of the plants.

In organic fertilization, Bokashi is almost always used, a bran that is placed on the edge of the pot so that during the botanical care of watering the orchid, it certainly acts in its role of releasing nutrients for the plant. The recommended application is one teaspoon once a month.

It is also possible to produce this fertilizer at home. Just use cinnamon powder when flowering. This unique perfume and flavor food has antiseptic properties and prevents any infections. In addition to these products, castor beans, bone meal and fish meal are also used. The application of these nutrients is also a teaspoon once a month.

Never expose your orchids directly to the sun, as the sun can directly conspire against them, always leave them in half shade, in the humidity, as orchids, like other flowers, are able to absorb nutrients from both the roots and the leaves!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s